• Acauam Oliveira

Trilha sonora pra balada black pop semi-jovem.


por Acauam Oliveira

Para ouvir a mixtape, ACESSE a página e enjoy, abestado! Pela primeira vez na vida fui convidado pra montar uma trilha sonora para adolescentes. E acreditem, isso pode ser a coisa mais difícil do mundo se você já saiu da adolescência faz um tempo, e consequentemente não faz a menor ideia do que se passa no universo sonoro dos caras, uma vez que marcar essa diferença temporal é um dado fundamental pros moleques. É lógico que eu já ouvi falar de Rihana e Beyonce, por exemplo, mas até então não fazia a menor ideia se havia alguma diferença significativa na sonoridade de ambas, ou se tratava-se mais de uma simples diferença de marca, como Claudia Leite e Ivete Sangalo. Outros nomes eu simplesmente nunca tinha mesmo parado pra ouvir, como David Gueta, Bruno Mars, Maaron 5, e outros ainda eu já tinha ouvido bastante, mas sem saber se existia algum nome por trás do som, como é o caso do Dj Pitbull, que faz versões de canções já desgastadas na periferia e as coloca pra bombar no centro.

Enfim, a grande dificuldade pra fazer uma trilha pra adolescentes não sendo um é que você não pode se pautar apenas nos grandes hits do momento, primeiro porque muito provavelmente você não os conhece, e depois porque é bem provável que você não se divirta muito com eles Não adianta, a gente se diverte mesmo é com as canções da nossa própria adolescência, os afetos musicais em sua relação com a formação da própria identidade se concentram aí. Por isso a indústria fonográfica é tão voltada para os jovens, em primeiro lugar, e para os homens, com sua imaturidade congênita. Daí o curioso dado de que a trilha criada por você para os adolescentes de agora sempre acabar se parecendo em alguma medida com a trilha sonora da sua própria adolescência, ao menos até onde isso é possível. É interessante jogar com esse mecanismo de distanciamento e aproximação, tanto de sua parte (que de repente descobre que o pop de hoje não se afastou tanto daquilo proposto pela Madonna e pelo Michael Jackson, só acrescentando-se um pouco mais de Hip Hop) quanto da parte de seu público alvo, que pode descobrir que aquela música da hora do Seu Jorge é uma gravação de um velhinho simpático chamado Chico Buarque, ou que aquele arranjo da hora do Bruno Mars é quase igual ao que se fazia nos distantes primórdios. O mais legal (e mais difícil) é que não dá pra focar só naquilo que você gosta e conhece (é preciso então dar uma mergulhada no universo dos grandes sucessos de 2013), mas também não ficar só no sucesso mais óbvio. Escolhi fazer uma trilha black porque rock ficaria mais restrito (estava pensando nos meus alunos) e eu não manjo muito do pop eletrônico de hoje pra saber o que presta e o que é só mais do mesmo. Para essa versão final mudei algumas coisas. Exclui por exemplo as músicas mais de pixta, idênticas ao tal do poperô que tocava naOvernight, boate da minha adolescência no interior, e que eu nunca podia ir porque pegava mal com os amigos da igreja. No fim a proibição social até que foi uma coisa boa – preservo a imagem do proibido em mim, que provavelmente se apagaria completamente se eu tivesse ido e percebido o quão longe do extraordinário era aquele lugar. A Overnight que não fui ganhou contornos fantasmáticos, tal como a sala dos professores aparece para alunos do ensino fundamental, e que ajuda a preservar o encantamento necessário para a mise en cene do processo de aprendizagem.

  • 1- Survivor – Destiny Child (Survivor)

  • 2 - Brown Girl (feat. Brick & Lace) – Jurassic 5 (Feedback)

  • 3 - Crazy in Love (feat. Jay-Z) - Beyoncé (Dangerously in Love)

  • 4 - The Real Slim Shady – Eminem (The Marshall Mathers LP)

  • 5 – Sucrilhos – Criolo (Nó na Orelha)

  • 6 - Negro drama – Racionais MC’s (Nada como um dia após outro dia)

  • 7 - Gangsta's Paradise – Coolio (Dangerous MInd Music)

  • 8 – Represent - Orishas (A lo cubano)

  • 9 - Mas Que Nada – Jorge Ben\Black Eyed Peas\ Sérgio Mendes (Greatest Hits)

  • 10 - Get Lucky (feat. Pharrell Williams) – Daft Punk (Random Access Memories)

  • 11 - Single Ladies (Put a Ring on It) – Beyoncé (I am Sasha Fierce)

  • 12 – Jump – Rihanna (Unapologetic)

  • 13 - Cotidiano (Part. Esp. Marcelinho Da Lua) – Seu Jorge\Chico Buarque (Perfil)

  • 14 – Treasure – Bruno Mars (Bruno Mars)

  • 15 - Mo Money Mo Problems - The Notorious B.I.G. (Live after death)

  • 16 - Rap da Felicidade – MC Cidinho e Doca (Rap Brasil)

  • 17 - Bucky Done Gun - M.I.A. (Arular)

  • 18 - Wanna Be Starting Something – Michael Jackson (Trilher)

  • 19 - Take Back the Night -Justin Timberlake (The 20\20 experience)

  • 20 - Blurred Lines - Robin Thicke (feat. T.I. & Pharrell)

  • 21 - Ready Or Not - Mato\Fugges (Hip Hop Reggae series vol. 2)

  • 22 – Exodus – Bob Marley (Legend)

  • 23 - Root Down – Taggy Matcher\beastie Boys (Hip Hop Reggae series vol 1)

  • 24 - Viva! (Melô dos vileiro) – Emicida (Doozicabraba e a revolução silenciosa)

  • 25 - Independent Women – Destiny Child (Survivor)

  • 26 - Ambitionz Az a Ridah – 2Pac (Collection)

  • 27 - Um Bom Lugar – Sabotage (Rap é compromisso) Não se esqueça, você pode ouvir todas as mixtapes e continuar pelo site! \o/

#música #mixtapes

41 views