Search
  • Acauam Oliveira

Café Noturno


Por Gabriela Arruda

Nessa noite, entrei em um café noturno.

Pedi um café sabor estrelas reluzentes, E na ânsia de beber o céu e seus amargos versos, Perdi meu olhar num corredor imerso Na escuridão onde bailam casais inexistentes.

O vazio que decora e assombra o ambiente Faz as mesas serem várias e apenas uma. Num açoite, tomo todo o café ou o universo, Já não reluzem as estrelas nem luz alguma Mas dentro de mim reverberará um brilho diferente...

Saio do café. Meus passos desaparecem na noite. E a certeza que me agrada, É que no frio que petrifica a madrugada O meu corpo seguirá quente!

*Gabriela Arruda é paraibana, produtora, e algumas vezes passarinha pela literatura. ** Ilustração por Emília Santos

#literatura

5 views

Bossa Nova: Nostalgia de um Futuro Possível

24/05/2019

1/10
Please reload